Você Deveria Consumir Suplementos Vitamínicos?

Você Deveria Consumir Suplementos Vitamínicos?
24 de abril de 2017 Alimentação Sadia

VOCÊ DEVERIA CONSUMIR SUPLEMENTOS VITAMÍNICOS?








As vitaminas são compostos orgânicos essenciais para nossa vida. Cada uma tem papéis específicos e são essenciais para nosso funcionamento orgânico, crescimento, reparativo e reações metabólicas.

Com tantas associações boas as vitaminas, principalmente na crença popular, permitiu-se um caminho fácil para os suplementos vitamínicos virarem febre. Para se ter ideia no Brasil 54% dos lares têm pelo menos um indivíduo que consome suplementos, segundo uma pesquisa recente da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Para Fins Especiais e Congêneres (Abiad). Sendo que dentre essas casas as vitaminas representam a maior fatia de consumo, com 48%. Mas, será que realmente há a necessidade de suplementos vitamínicos?

As Vitaminas nos Alimentos

As vitaminas estão presente em diversos tipos de alimentos. Sejam legumes, verduras, frutas, carnes, peixes, entre outros. Mas, no geral, são encontradas em maiores quantidades em frutas e verduras. Vejamos uma tabela com as vitaminas e exemplos de onde encontrá-las:

Vitamina Fontes
Vitamina A Fígado, Leite, Ovos
Vitamina B1 (Tiamina) Carne de porco, Castranha do Pará, Aveia
Vitamina B2 (Riboflavina) Fígado, Levedo de Cerveja, Farelo de Aveia
Vitamina B3 (Niacina) Levedo de cerveja, Fígado, Amendoim
Vitamina B5 (Ácido Pantotênico) Massa fresca, Fígado, Sementes de Girassol
Vitamina B6 (Piridoxina) Fígado, Banana, Salmão
Vitamina Fontes
Biotina Amendoim, Avelã, Farelo de Trigo
Ácido Fólico Fígado, Levedo de Cerveja, Lentilha
Vitamina B12 (Cobalamina) Fígado, Mariscos, Ostras
Vitamina C Morango, Kiwi, Laranja
Vitamina D Óleo de fígado de bacalhau, Óleo de salmão, Ostras
Vitamina E Sementes de girassol, Avelã
Vitamina K Couve de bruxelas, Brócolis, Couve-flor

Diferentemente dos carboidratos e das proteínas que devem ser consumidas em gramas, as quantidades necessárias de vitaminas são em miligramas. Isto torna fácil a tarefa de consumi-las em quantidades suficientes.

O problema reside em pessoas que não possuem uma alimentação saudável e baseiam a dieta quase que exclusivamente em alimentos como pães, biscoitos e massas, que dificilmente irão fornecer as quantidades necessárias de vitaminas para o nosso organismo.

Uma dieta equilibrada e saudável que inclua duas porções de verduras e/ou frutas por dia fornece sem dúvida nenhuma a quantidade de vitaminas necessárias para o corpo. Portanto, na grande maioria dos casos, os suplementos vitamínicos são um desperdício.

Além disso, a qualidade da absorção de vitaminas em alimentos in natura é muito superior a obtida através de suplementos.

Vitaminas em Excesso

A ideia de que “quanto mais melhor” não pode ser aplicada a diversos casos. Isso inclui as vitaminas. Vitaminas em excesso é tóxico e pode causar diversos tipos de problemas. As mesmas vitaminas que trazem benefícios quando consumidas em forma de alimentos podem provocar danos quando em forma de suplementos.

Vamos a alguns exemplos:

  • Betacaroteno de frutas e legumes diminui o risco de doenças cardiovasculares. Quando suplementado em excesso aumenta o risco de câncer de pulmão;
  • Vitamina E ingerida naturalmente diminui o risco de doença coronariana. Em excesso aumenta o risco de derrame, distúrbios gastrintestinais, dor de cabeça crônica e alterações na coagulação;
  • Vitaminas em excesso aumentam a produção de radicais livres;
  • Excesso de vitamina C provoca cálculos renais, distúrbios gastrintestinais e incômodo na bexiga;

Conclusão

Priorize o consumo de vitaminas através de uma dieta equilibrada e afaste-se dos suplementos vitamínicos. Os suplementos vitamínicos e minerais são considerados de baixo risco pela Anvisa desde 2010, mas é consenso que a sua utilização na maioria dos casos é desnecessária e algumas vezes pode trazer prejuízos para o usuário.

Claro que há casos particulares como alguns tipos de doenças que requerem uma suplementação vitamínica. Apenas não se aventure a tomar suplementos vitamínicos sem antes procurar uma orientação médica ou nutricional.






Comentários Facebook